Inscreva no nosso canal!

Olá meninas, tem vídeo novo no nosso canal!


Para podermos preparar conteúdos, seja artigos ou vídeos, queremos a participação de vocês com comentários e sugestões.
Quais assuntos vocês querem que tratemos?
Compartilhe sua ideia que faremos artigos e vídeos do assunto.
Não deixe de participar e de se inscrever em nosso canal!

Porque a Shane atrai tanto?



Poucas séries retratam tão bem a vida e o cotidiano de lésbicas como THE L WORD. Particularmente sou fã da série e acho o roteiro e as atuações fantásticas!
Mas uma personagem que chama minha atenção e da maioria das meninas que assistem é a Shane Mccutcheon. Shane, interpretada pela atriz Katherine Moennig, tem uma filosofia de vida própria que engloba, basicamente, ficar com o máximo de mulheres que conseguir e nunca se apaixonar. Por isso, ela é um exemplo de “como ser pegadora”. E é possível perceber benefícios e malefícios no seu papel de sedutora. Ela representa muito bem o papel de sedutora e de como realmente conquistar mulheres de forma natural e sendo ela mesma. Possui estilo próprio, que a torna diferente e atraente. Não importa qual estilo você tenha, mas vista-se bem.  A Shane vive sua vida independente de estar ou não com uma mulher, ela trabalha, ela sai com amigos, se diverte, se tiver uma mulher a acompanhando bom, se não tiver, bom do mesmo jeito. Agindo assim, você faz a mulher ter curiosidade e vontade de participar da sua vida, pois sua vida se torna interessante. 

Ser misteriosa, ter estilo e ter atitude são as principais características da personagem e é o que faz a diferença.
Não correr atrás das mulheres, não parecer desesperada e nem necessitada, não retornar rapidamente as ligações, não se mostrar tão interessada, e NÃO SE APEGAR é o jogo de sedução da Shane, e é o que funciona para ter a primeira fase de um relacionamento: a atração.
Como mencionei, as 3 características marcante da Shane são: misteriosa, estilo e atitude. Separei alguns links de artigos já postados no blog que vão te dar um primeiro passo para que você possa desenvolver essas qualidades:



Melhore sua auto estima


A sua auto-estima está ligada ao valor pessoal, isto é, o quanto você se valoriza ou não. Em outras palavras, é o quanto você se sente bem consigo mesmo.

Aprendemos a medir o nosso valor pessoal pelo tamanho da conta bancária, dos cargos, títulos, status, conhecimentos, inteligência e padrão de beleza física.
Através desses atributos, passamos a maior parte de nossas vidas nos comparando com os outros. Desta forma, se você não possuir esses atributos, não se sentirá bem, não terá uma boa auto-estima.
No meu entender, valorizar-se verdadeiramente não tem nada a ver com os outros, mas somente consigo mesma.

Vejamos por exemplo pessoas que não se sente bem com o próprio corpo colocando a auto-estima lá em baixo, muitos recorrem a cirurgias plásticas com a esperança de elevar a auto estima e confiança, como o Michael Jackson por exemplo. Na verdade, a plástica não garante necessariamente uma boa auto-estima, pois quem não gosta de si continuará se vendo negativamente.

Neste aspecto, a plástica não foi feita para gerar auto-estima, mas, sim, para celebrar a auto-estima que já existe dentro de você. Portanto, valorizar-se é algo interno, uma conquista, um trabalho interior, é esse trato amistoso consigo mesma. Ou seja, é ter um profundo respeito e apreço por si, sendo verdadeira acima de tudo, amiga de si mesma, ficando sempre de seu lado, principalmente diante das críticas alheias.

Também é não se criticar ou, condenar-se o tempo todo com seus erros; é se perdoar, não guardando mágoas, ressentimentos de si mesma quando algo dá errado em sua vida.
Enfim, é ser verdadeira, honesta com você, aprendendo a dizer não diante de um pedido que você não está a fim de aceitar ou que irá de alguma forma lhe prejudicar.

Ser honesta é ser íntegra, inteira, é não ficar dividida odiando o seu trabalho, sua profissão, mas continuando a exercê-la; é deixar de conviver com uma parceira tóxica, que não lhe faz bem. São exemplos do quanto você não está sendo honesta com você mesma. A partir de agora você vai prometer a você  que vai passar a gostar mais de si, se valorizar, ser fiel a sua consciência. Pense nisso e comece a mudar!

Como chegar junto



Ao contrário dos homens, as mulheres foram criadas para esperar. Desde pequenas, nos ensinaram a esperar alguém nos servir, esperar alguém se aproximar, esperar ligações, convite para sair e até mesmo esperar a felicidade chegar. Aprendemos que devemos apenas deixar a porta aberta. Aí nos descobrimos lésbicas e alguém vai ter que sair da zona de conforto para “chegar junto”. Alguém vai ter que sair à caça. Alguém vai ter que ser o agente que promove a conquista.

O que você prefere? Ficar na zona de conforto, no seu mundo e esperar alguém se interessar por você, mandar flores, dar o primeiro beijo e ser feliz para sempre, como nos contos de fadas? Ou você quer ser a dona da sua própria história e fazer acontecer? Está na hora de levantar a bunda da cadeira, sacudir a poeirinha e partir para o ataque. Chega de esperar!

Seja você a mulher que vai mandar flores, que vai presentear, que vai abrir a porta do carro ou ceder o lugar. Seja você a princesa encantada em busca da princesa perdida. Vamos quebrar as regras, quebrar os preconceitos. Chega da mesmice. Vamos começar a revolução dentro da gente mesma.

Dias atrás estava reparando as pessoas em uma mesa de bar. Tem aquelas que tentam chegar junto por meio de conversinha tosca, que as deixam com jeito de quem não sabe conversar, que não possui assunto interessante. Tem aquelas que são mais atiradas e partem logo para o assunto principal, beijo, sexo, preferências. Mas, dificilmente, vejo aquela que faz galanteios, que demonstra romantismo, que busca algo sério, que não se importa em oferecer uma bebida.  

Acho que algumas mulheres acham que isso deve ser coisa de quem é ativa. Ahhh, vamos combinar que nem deveria existir esse lance de ativa e passiva. Somos mulheres e pronto. E, na boa, se quiser pegar de jeito uma mulher, deve ser completa. Deve trata-la bem, com carinho, com cuidado e saber a hora certa de ter pegada. Saber também a hora certa de presentear, de fazer galanteios, de paquerar. Vamos sair da zona de conforto e ir à luta, porque o mundo não espera e as melhores começam a encontrar seus pares.

Thaissa Costa é jornalista, fundadora do projeto Entre Iguais (www.facebook.com/EntreIguaisOficial) e editora do Mona (www.soumona.blogspot.com)

40 coisas que estragam o relacionamento


1. Contar intimidades do casal para os outros.
2. Ciúme exagerado. Às vezes, o ciúme de um pode alimentar o ciúme da outra, virando um ciclo cujo único fim é o fim o do namoro.
3. Quando uma começa a ser grossa com a namorada só porque está de mau humor. Nesse momento, nós começamos a reparar na simpatia e na delicadeza das nossas colegas de trabalho.
4. Facebook.
5. Falta de romantismo e de surpresas, de pequenos mimos. Não precisa gastar dinheiro para fazer surpresas. Bilhetinhos, chocolates, cartas, cartões, um SMS de “boa noite”, uma música que você ouviu e a fez lembrar a pessoa… Tudo isso tá valendo.
6. Desencanar de apimentar a relação. Não se preocupar mais com sexo em lugares diferentes, bilhetes e mensagens picantes, trocar fotos eróticas, sugerir brinquedos novos, testar novas posições.
7. O excesso de autoconfiança. Muitas imaginam que, por estarem há anos juntas, o jogo já está ganho e nada mais é preciso fazer para agradar, surpreender e conquistar ainda mais a outra.
8. Fazer papai-mamãe todas as vezes e transar apenas uma vez na semana.
9. Não resolver os problemas por completo. O tempo passa e qualquer discussão é motivo para jogar na cara um desentendimento do passado.
10. Masturbação.
11. Ausência de programas só do casal. Com o tempo, casa da mãe/sogra/tia aos fins de semana acaba tornando-se rotina, e aquele cinema a dois ou uma sessão de filme em casa acabam caindo no esquecimento.
12. Quando a namorada não apresenta os amigos com quem costuma sair.
13. A falta de comunicação: as pessoas vão esquecendo que antes de namoradas, a parceira é amiga. Por que não conversar com ela como se conversa com as amigas?
14. Convivência extrema. Passar muito tempo com a mesma pessoa (digo diariamente, constantemente, a cada minuto), sem sair com amigos, sem visitar a mãe e a irmã sozinha, sem ela. Isso deixa o relacionamento chato, porque a parceira será o único alvo das suas reclamações, observações e objetivos. Isso acaba com qualquer amor!
15. Sentir ciúmes dos amigos e ter que dividir o tempo entre namoro e amizades. Seria tão mais fácil se todos pudessem sair juntos e felizes…
16. Ligações insistentes, mesmo quando ela sabe que estamos ocupadas.
17. Viver comparando o meu desempenho e meu modo de agir ao das antigas parceiras.
18. Intimidade exagerada! Por favor, necessidades com a porta do banheiro aberta não, né?
19. Cobranças demais. É preciso ter em mente que as duas continuam sendo duas e têm suas vidas pessoais. Cobrar demais sufoca.
20. Rotina. Você chega, dá um selinho. Sai, dá um selinho. Pela abolição do selinho nos relacionamentos! Mais beijões :)
21. Não incluir a companheira em programas que ela gosta de fazer.
22. Querer saber tudo o que aconteceu antes de você conhecer a pessoa. Desnecessário!
23. Não expor a suas ideias, concordar com tudo que a outra diz e sempre responder que “tanto faz”.
24. Dar mais atenção aos outros (especialmente ao celular) do que à  namorada.
25. A falta de dinheiro ou passar por uma má fase na vida financeira.
26. O orgulho, aquele joguinho de ‘ai, tô com saudade dela, mas vou esperar ela me ligar.’  No fim, as duas acabam fazendo isso, e ninguém mais se fala.
27. Se transformar em pai e mãe e esquecer que são namoradas.
28. Ser insensível e nunca se lembrar das datas importantes.
29. Desleixo com a aparência. Não é porque estamos juntas há muito tempo que não é mais necessário cuidar do corpo, das roupas etc. Estar bem consigo próprio é essencial em todas as fases, não apenas na hora da conquista.
30. Interferência da(s) família(s).
31. Afastar-se dos amigos.
32. O descuido em não mais demonstrar nem dizer que ama. Todos os casais deveriam dizer “eu te amo” todos os dias de suas vidas. Não de uma forma mecânica, mas com sinceridade, com zelo. E fazer com que a pessoa se sinta amada nas pequenas coisas do cotidiano, pois são elas as que mais importam e fazem a diferença.
33. Cometer erros e vacilos repetitivos só porque sabe que sempre haverá perdão.
34. Vigiar a todo o momento o que a outra faz. Não é legal ficar seguindo cada passo da parceira nas redes sociais.
35. O fato de algumas acharem que DR é discussão, enquanto só queremos dizer como estamos nos sentindo.
36. A falta de confiança. É horrível saber que você está com uma pessoa há algum tempo, e mesmo assim ela não te conhece bem a ponto de desconfiar de ti a todo momento.
37. Com certeza, são os objetivos do casal. Se os objetivos não são comuns, mas são compartilhados e incentivados, o casal sofre pouco desgaste no relacionamento. Agora ter ao lado alguém que não te encoraja faz o relacionamento se deteriorar. E não tem volta.
38. Brigar sempre que a outra pessoa expressa a opinião dela sobre determinado assunto e contraria você.
39. Não querer assumir a seriedade do relacionamento e, mesmo após anos, não querer casar nem morar junto.
40. Mentiras.

O começo de tudo

A arte da sedução é algo interessante de se pesquisar. Cada pessoa tem uma arma própria de sedução, por isso não acredito em livros que prometem te fazer melhor, que garantem te tornar uma fera na arte de “adquirir” pessoas. Isso não existe. É lorota, das bravas. Nem mesmo esse blog pode fazê-lo. O que é possível é ressaltar as qualidades que já existe em você e, dessa forma, você ser ainda mais atraente e sedutora. O que podemos fazer é tirar a fera que existe em você da jaula. Cada uma com sua própria maneira. Umas com doçura e outras com mais voracidade.

Até mesmo porque, o que te seduz, não é o mesmo que me seduz. Gosto de mulheres de cabelos longos. Você pode curtir as de cabelos curtos. Outras gostam daquelas com cara de puta e outras tantas gostam das que possuem cara de puritana. Tem gente que gosta de cabelos cacheados, tem pessoas que preferem as de cabelo lisos. Mas essas questões são preferências pessoais, que podem até influenciar no tesão. Tá, influenciam sim. Mas o que realmente dá tesão, chama a atenção, nos deixa boquiabertas, com calor no corpo todo e nos faz não parar um minuto de pensar naquela pessoa, é como ela age.

Como ela atua no trabalho, como ela reage a uma cantada, como ela mexe nos cabelos, como ajeita os óculos. Inteligência é fundamental também, ao menos para mim. Algumas pessoas preferem as burras, mas essas pessoas possuem segundas intenções e não é um namoro, uma conquista mais elaborada. Mas isso é um assunto para outro post.

Enfim, cuidar do jardim é primordial. E, se é primordial, vale a pena pensar, por onde começar. Eu gosto da ideia que o ponto de partida deve ser a felicidade, deve ser fazer o que te faz bem. Geralmente nesses lugares podemos ser nós mesmas e, dessa forma, podemos ser naturalmente sedutoras. Mas antes de ir para esse lugar, antes de fazer o que realmente gostamos, nosso dia começa no acordar. É aí que temos que começar a pensar em sedução.

Não estou falando para você se tornar uma daquelas malucas, neuróticas, que ficam treinando caras e bocas na frente do espelho, mas para se tornar uma pessoa que se curte tanto, ao ponto de ser sedutora por meio de um simples piscar de olhos.

Bem, primeiro você pode tomar um bom café, com tudo que você gosta e, de preferência, não engorda. Depois um banho demorado. Banhos demorados são ótimos para autoestima. No banho, você pode se tocar, encontrar uma infinidade de cheiros com sabonetes, óleos, shampoos, condicionadores e hidratantes. Saia do banheiro se amando. Escolha aquela roupa que mais gosta. Uma pessoa que se ama não precisa esperar a saída certa para usar determinada blusa ou saia. Obviamente, vamos lembrar que cada lugar existe uma convenção e também um limite para brilhos, saltos e decotes. Mas fora isso, use o que faz bem, o que valoriza seu corpo, que ressalta suas curvas, que modela o pensamento alheio.

Agora sim, você deu o primeiro passo para ser uma mulher sedutora. Amar a si mesma, gostar do próprio corpo, do próprio cabelo, das próprias roupas, e ser feliz, é o ingrediente necessário para o melhor de todos os jogos de sedução.

Thaissa Costa é jornalista, fundadora do projeto Entre Iguais (www.facebook.com/EntreIguaisOficial) e editora do Mona (www.soumona.blogspot.com)

Tenha postura de sedutora



O ditado popular já nos diz que: não existe mulher difícil e sim mulher mal cantada. A sabedoria popular mais uma vez acertou em cheio, pois se a mulher está muito difícil é porque você não soube agir certo para conquistá-la.
“E se ela for compromissada?”
“E se eu não fizer o tipo dela?”
“Ela é “areia demais para a minha caminhonete!
São algumas das várias frases comuns que escutamos ou dizemos para nós mesmas. Mas aprenda que a atração não é uma escolha, a atração acontece em nível emocional e instintivo, e a mulher simplesmente sentirá essa atração se você souber como agir para desarmá-la e despertar certas emoções. Sua vida será muito mais fácil se você souber como agir com mulheres que estão sendo rudes ou mal educadas.
Então como conquistar uma mulher difícil? Tenhas as atitudes e posturas corretas e ela independentemente de querer ou não querer sentirá um impulso de atração por você.
Vamos então para um guia rápido, com 4 dicas simples de algumas atitudes que facilitarão a sua sedução para conquistar uma mulher difícil.

- Sorria: Quem define seu comportamento, você ou as outras pessoas? Muitas vezes deixamos os acontecimentos ao nosso redor moldar nosso comportamento. Se você após receber reações negativas de uma mulher difícil, age de volta com um sorriso no rosto sem se abalar com as atitudes dela, ela naturalmente sentirá algo diferente por você (atração), faça o teste e depois comente aqui os resultados.

- Faça-a rir: Divirta-se com ela, a faça rir com suas histórias engraçadas, com brincadeiras entre vocês, ou algum comentário divertido. A arte de fazer humor e saber antes de tudo rir de si mesma e perceber que situações engraçadas estão acontecendo o tempo inteiro ao seu redor.

- Elogie certo, e mudará o comportamento dela: As mulheres adoram elogios. Mas elogiar não é bajular, elogie certo e terá boas reações, elogie errado e terá péssimas reações. O jeito correto de fazer um elogio é por atitudes e comportamentos dela, elogie a personalidade ao invés do elogio clichê “nossa como você é linda”. Mencione como ela é educada e gentil, como é elegante e sensual, como ela sabe se vestir bem, como ela tem um jeito de falar suave e envolvente, como ela é alegre e espontânea, etc. E melhor que isso se ela está sendo mal educada, e você elogia por ela ser educada e gentil ela se sentirá bem com o elogio e mudará imediatamente o comportamento.

Exemplo:
 As pessoas as vezes são meio mal educadas, mas você é diferente, parabéns pela atitude você e educada e tem muita classe, isso é raro.
Aplique essa técnica de elogio para mudar comportamento e verá que você influencia o comportamento dela com seu elogio.
- Reinterprete o comentário negativo e acuse-a de tentar te seduzir: Se uma mulher te diz coisas ruins, sorria e brinque com ela sobre isso, acuse-a de estar fazendo charminho ou joguinho para tentar te seduzir:
Ex: Ela: Você é muito chata e só fala besteira.
Você: E mesmo assim você sabe que sente algo por mim, mas tenta negar para si mesma enquanto não me seduzir antes, mas não se preocupe, vou te dar uma chance… mas não hoje.
Essa atitude divertida e confiante amplia e muito a atração dela por você, e muda o contexto de uma mulher rude e difícil para uma mulher doce e gentil, na verdade a sabedoria popular já dizia “Não existe mulher difícil, apenas mulher mal cantada”.
Um forte abraço e até breve.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Conquista Lésbica © 2012 | Designed by Rumah Dijual, in collaboration with Buy Dofollow Links! =) , Lastminutes and Ambien Side Effects